Postagens

Mostrando postagens de Janeiro 16, 2011

Quase impossivel de explicar com palavras..

Imagem
Jeito De Mato
(Paula Fernades)

De onde é que vêm esses olhos tão tristes?
Vêm da campina onde o sol se deita.
Do regalo de terra que teu dorso ajeita.
E dorme serena, no sereno e sonha.

De onde é que salta essa voz tão risonha?
Da chuva que teima, mas o céu rejeita.
Do mato, do medo, da perda tristonha.
Mas, que o sol resgata, arde e deleita.

Há uma estrada de pedra que passa na fazenda.
É teu destino, é tua senda.
Onde nascem com as canções.
As tempestades do tempo que marcam tua história.
Fogo que queima na memória e acende os corações.

Sim, dos teus pés na terra nascem flores.
A tua voz macia aplaca as dores
E espalha cores vivas pelo ar.
Sim, dos teus olhos saem cachoeiras.
Sete lagoas, mel e brincadeiras.
Espumas, ondas, águas do teu mar

Há uma estrada de pedra que passa na fazenda.
É teu destino, é tua senda.
Onde nascem com as canções.
As tempestades do tempo que marcam tua história.
Fogo que queima na memória e acende os corações.

Sim, dos teus pés na terra nascem flores.
A tua …

Manoel de Barros, o poeta do Pantanal...

Imagem
"O vidente"

"Primeiro o menino viu uma estrela pousada nas pétalas da noite
E foi contar para a turma.
A turma falou que o menino zoroava.
Logo o menino contou que viu o dia parado em cima de uma lata
Igual que um pássaro pousado sobre uma pedra.
Ele disse: Dava a impressão que a lata amparava o dia.
A turma caçoou.
Mas o menino começou a apertar parafasuso no vento.
A turma falou: Mas como você pode apertar parafuso no vento
Se o vento nem tem organismo.
Mas o menino afirmou que o vento tinha organismo
E continuou a apertar parafuso no vento."

(Do livro: "Tratado Geral das grandezas do ínfimo" - 2001)

"Não se pode ir com muita sede ao pote"...

Imagem
A sabedoria popular diz que "a pressa é inimiga da perfeição"...
que "Quem espera sempre alcança"
que "O apressado come cru"
... e por ai afora!

As vezes, pelo excesso de ansiedade,
a gente tropeça nos sonhos...
Quebra a mágica,
arranca o véu...
e perde o ritmo da música,
que deveria ser dançada de forma muito lenta...
com movimentos suaves, de olhos fechados e com leves carícias!

Coração insensato... ouça com atenção: calma!
Espere, acomode-se em meu peito...
E tenha a certeza que as flores florescem no seu tempo certo!



"Para se roubar um coração,
é preciso que seja com muita habilidade,
tem que ser vagarosamente, disfarçadamente,
não se chega com ímpeto,
não se alcança o coração de alguém com pressa."

|Luis Fernando Veríssimo)