Postagens

Mostrando postagens de Maio 23, 2010

Oh... meu guri!!!

Imagem
"Remexo com um pedacinho de arame nas minhas memórias fósseis.
Tem por lá um menino a brincar no terreiro:
entre conchas, osso de arara, pedaços de pote,
sabugos, asas de caçarolas, etc.
E tem um carrinho de bruços no meio do terreiro.
O menino cangava dois sapos e os botava a puxar o carrinho.
Faz de conta que ele carregava areia e pedras em seu caminhão.
O menino também puxava, nos becos de sua aldeia,
por um barbante sujo umas latas tristes.
Era sempre um barbante sujo.
Eram sempre umas latas tristes.
O menino é hoje um homem douto
que trata com física quântica.
Mas tem nostalgia das latas.
Tem saudades de puxar por um barbante sujo umas latas tristes.
Aos parentes que ficaram na aldeia esse homem douto
encomendou uma árvore torta - para caber nos seus passarinhos.
De tarde os passarinhos fazem árvore nele".

(Manoel de Barros, do livro "Retrato do artista quando coisa")


Nesta semana, dentre tantas coisas que aconteceram quero destacar um fato: durante uma Oficina…

Para deixar registrado...

Imagem
Caixa recebe homenagem em Mato Grosso do Sul

Brasilia, 27.05.2010

Presidenta Maria Fernanda recebe título

A Assembléia Legislativa do Mato Grosso do Sul, em Campo Grande , realizou sessão solene, na quarta-feira (26), em comemoração aos 150 anos da Caixa. Durante a sessão, a presidenta Maria Fernanda e os vice-presidentes de Atendimento, Carlos Borges, e de Governo, Jorge Hereda, receberam o título de cidadãos sul-mato-grossenses.

A presidenta Maria Fernanda ressaltou, durante a cerimônia, que é a primeira homenagem pública que a instituição recebe pelos 150 anos e a dedicou aos mais de 80 mil empregados em todo Brasil. “Nos sentimos honrados por trabalhar em uma instituição que atua em todas as cadeias produtivas, com as menores taxas do mercado, e contribuiu decisivamente para a superação da crise econômica internacional”, disse a presidenta. Ela também destacou que a Caixa concentra 73% do volume do crédito habitacional brasileiro e, que o volume de crédito liberado em 2009 no estado …

Caixa Econômica Federal - Trajetória de sonho e realidade!!!

Imagem
Muito jovem comecei a trabalhar... Como filha mais velha, sentia que precisava ajudar minha família e fui à luta. Lembro que o meu primeiro trabalho remunerado foi como manicure. Depois, trabalhei num laboratório de revelaçao de fotos; algo diferente, que me despertou a paixão por fotos. Dali, fui para as Lojas Riachuelo e trabalhei como caixa. A cidade era Corumbá, sol quente, terra branca, gente alegre e amiga. Fiz boas amizades ali e tive minhas primeiras experiências de trabalho.

Depois, passei no vestibular para Psicologia e consegui um trabalho na Universidade Federal de Mato Grsso do Sul, onde trabalhava num período no Detran - setor de aplicação de testes psicólogicos e, no outro período, na Biblioteca. Como era período de implantação do Programa de Crédito Educativo, consegui também um estágio pela Caixa Econômica Federal, dentro da Universidade, para prestar informações sobre o Crédito Educativo. Foi um tempo muito bom!!! Adorava estudar! Adorava meu curso! Me sentia import…

Amor pela rua

Pela rua vai um casal de namorados,
Mãos dadas, vão ao ponto de ônibus.
Beijos discretos, namoro nos estribos,
Amor comedido, esperam abraçados

Um ônibus que não demora e se vão.
E eu, poeta, que tantos namorados vejo,
Surpreendo-me. Ainda há quem ao beijo
Imponha um limite e decrete a discrição

Como regra ao namoro, pelo menos
Em público. No íntimo, é deles a escolha
Da carícia ou se querem com eles o pudor

Mas fora, na rua, ainda que pequenos,
Que sejam assim os toques. Quem olha
Não precisa saber quão quente é seu amor.

Francisco Libânio,
29/08/09, 12:28 AM

Quando o sono vai embora, as lembranças chegam para nos fazer companhia!

Imagem
A noite estava fria, muito fria! Não só para mim, mas também para as pessoas caninas que habitam minha casa.

Eles se inquietavam em seus cobertores e, apesar de não ter sido a madrugada mais gelada destes ultimos dias, havia um pouco de vento e a sensação térmica era gelada. Depois de acomodá-los pela 3a. vez, não consegui mais dormir... Lógico, né?

Então as lembranças chegaram e vieram a galope: das crianças pequenas, das festas em familia, de viagens realizadas, de músicas e fatos marcantes, enfim... Recordar é viver e ... eu vivi muito nesta madrugada!!! rsss.... Lá pelas tantas, lembrei-me de uma festa que fizemos e que cada um deveria apresentar um numero musical. Houve Mamonas Assassinas, Renato Russo e tantos mais...

Eu e meu irmão fizemos uma apresentação histórica onde eu era Elis Regina e ele Tom Jobim (ao piano, com um copo de uisque) e juntos cantamos "Águas de Março". Ficou muito bom....Nem desafinamos... lògico que era dublagem... hehehe ....Mas, na sequencia da…