Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro 26, 2012

Declaração de amor!

Imagem
As vezes enlouquecemos... e a figura amada fica impregnada em tudo o que vemos...

Seu cheiro, sua voz, seu sorriso, seu geito de falar e sorrir, suas palavras, todas aquelas pequenas coisas que tornam as pessoas diferentes uma das outras ficam a nossa frente 24 horas por dia...

Nosso amor ... ou melhor, o que sinto por você me deixa assim: saudosa, inquieta, buscando a todo momento músicas e lembranças que me trazem você de volta. (Sei que não posso falar "nosso amor" como gostaria, pois ainda tenho dúvidas se gosta realmente de mim como gosto de você)...

Menino de coração de ferro: não quero que você vá... Não quero que você vá! Meu lugar é junto ao seu peito! Meu lugar é dentro do seu abraço. Quero muitooooooo seu aconchego... seu carinho, sua paz!

Seu lugar? É junto a mim... para celebrarmos a todo momento a alegria de viver!

Você me dá chão, menino de ferro! Sou muito sonhadora, impulsiva e sei que tudo isso é muito dificil para você e torna dificil nossa relação! Dep…

Saudade... dor que entristece o coração da gente...

Imagem
A música que ecoa em meus ouvidos diz assim: "Tô com saudades de tu, meu desejo, tô com saudades do beijo e do mel. Do teu olhar carinhoso, do teu abraço gostoso, de caminhar no teu céu! É tão dificil ficar sem voce, o teu amor é gostoso demais quanto estou com voce, estou nos braços da paz"... Saudade... dor que faz entristece o coração da gente...

"Nao deixe de acreditar no amor", diz Veríssimo.

Imagem
"Não deixe de acreditar no amor, mas certifique-se de estar entregando seu coração para alguém que dê valor aos mesmos sentimentos que você dá; manifeste suas idéias e planos, para saber se vocês combinam, e certifique-se de que quando estão juntos aquele abraço vale mais que qualquer palavra..." By Luís Fernando Veríssimo

Um coração que chora...

Imagem
É assim que meu coração amanheceu hoje: triste e chorando.

Anna Quindlen expressa assim a felicidade: “A vida é feita de momentos, de pequenos pedaços de prata em meio a longos trechos de cascalho. Seria bom se caíssem do céu..."

Não caem do céu... e se misturam no cascalho duro que existe sob nossos pés machucados de longas caminhadas.

Um sonho que é acaba é como uma flor que murcha no jardim de nossa existência.

Meu amor, que pena que não conseguimos fazer com que os nossos sonhos se transformassem em realidade...

Acabou!!! Que pena!